Pampilhosa da Serra rumo ao futuro

 Ainda não há muito tempo, nas nossas andanças por esse mundo de Deus, Pampilhosa da Serra era Tony Carreira e pouco mais. O nosso, digo nosso com algum orgulho egoísta, Tony, catapultava o nome de Pampilhosa da Serra, muito para lá do nosso ideário, muito para lá das Serras da Pampilhosa.

Infelizmente, Pampilhosa da Serra, concelho, subia aos escaparates quase sempre pelos mesmos motivos, incêndios e desgraças, pouco ou nada mais.

Hoje, tudo mudou;

 Até as mentalidades mais fechadas dos que pensam que conhecem Pampilhosa da Serra, estão rendidos a uma realidade bem diferente. O famoso cantor continua a ser uma referência obrigatória, importante, mas não é já a única pedra basilar, já não é, felizmente, o farol aceso na noite escura.

Hoje, e por mais que seja difícil a alguns aceitarem, temos em Pampilhosa da Serra, um conjunto de potencialidades em movimento, que marcam de forma diferente o território pampilhosense no todo nacional.

Destacados a nível ambiental pelas piscinas fluviais premiadas com o galardão máximo atribuído pela associação QUERCUS, com base na informação disponibilizada pelo Instituto da Água através do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos, destacados a nível local com alojamento de grau excelência, destacados a nível mundial pela qualidade do ar, caminhamos a passos muito largos a caminho da diferenciação positiva.

Mas tudo não passaria de situação avulsa e temporária, se na retaguarda não estivesse uma estratégia vigorosa, sem carência de objetivos, onde pessoas e instituições, "suam" diariamente a camisola, quantas e quantas vezes em prejuízo da sua vida privada.

É o turismo em Pampilhosa da Serra.

Já não faz sentido a expressão, tantas e tantas vezes escrita ou falada, "Pampilhosa da Serra dá os primeiros passos...". Hoje o turismo pampilhosense, é uma realidade impossível de ignorar, fundamental nesta estratégia rumo ao futuro.

Os caminhos pedestres de Porto de Vacas, Pessegueiro, Fajão, e Janeiro de Baixo, atraem inevitavelmente turismo de qualidade. O centro de BTT, único homologado na zona centro, constituído por edifício de balneários, instalações sanitárias, estação de serviço para bicicletas, uma rede de trilhos cicláveis e devidamente sinalizados com cerca 122 Km e 4 níveis de dificuldade.

O ‘Jira Pampilhosa’, na vila de Pampilhosa da Serra, que funciona como mais um espaço para incentivar o turismo da região, é bem um exemplo de como capacidade e oportunidade se aliaram para catapultar o concelho numa linha certa ao encontro do futuro.

Tudo isto inserido numa estratégia de marketing inteligente e oportuna, marcam de forma convicta o atual panorama pampilhosense.

Mas num empreendimento tão grande como este, "nem tudo são rosas", e mesmo as rosas têm espinhos. Localmente, a convicção de que todos devem alinhar pela mesma batuta, independentemente de credo político ou outro, nem sempre é devidamente entendida.

Provavelmente, como dizia César Oliveira, e citamos, .."Sós, sem poder contar com a ajuda de ninguém, rodeado de uma natureza hostil e avara, em contacto permanente com os elementos naturais, o povo serrano ganhou características muito próprias....", são aspetos culturais que levam muito pampilhosenses a centrar-se em objetivos próprios, relegando para segundo plano, ou ignorando mesmo, objetivos globais.

Talvez, e afirmamos isto com algum grau de incerteza pois poderá já ter sido feito, não fosse de todo má ideia, investir em algum projeto por mais simples que seja que de alguma forma leve à consciencialização dos agentes, para uma melhor aceitação dos projetos globais.

Luís Gonçalves 2013

0
0
0
s2sdefault