Roteiro Gastronómico da Restauração no Concelho da Pampilhosa da Serra

1 - Restaurante "Retiro do Almocreve" em Ponte de Fajão

Inauguramos esta rubrica no Serras OnLine News com este restaurante, com cerca de um ano de existência, e que após a primeira visita nos surpreendeu pela qualidade do serviço e do repasto.

Outra coisa não seria de esperar, pois o proprietário, o Joaquim Morais, foi durante bastantes anos proprietário de restaurantes em Lisboa, onde adquiriu uma basta experiência nesta indústria.

Retirou-se para a sua terra, mas como se sentia ainda com forças para continuar, resolveu em boa hora abrir este estabelecimento.

A pequena aldeia serrana é de uma beleza estonteante. Fica cercada de montanhas, no seu vale corre o rio Ceira, cuja pequena ponte temos de atravessar para aceder ao restaurante.

Logo após a ponte, encontramos um pequeno largo, junto á praia fluvial, onde se pode estacionar. Mesmo o restaurante possui um amplo espaço em frente reservado ao estacionamento.

Franqueada a porta de entrada, apresenta um espaço acolhedor e simpático, com excepção de duas mesas que estão localizadas mesmo em frente ao WC, que possui uma porta de correr. Quando um utente mais descuidado ou negligente se esquece de a cerrar, apresenta uma visão algo desagradável para os clientes.

O serviço de atendimento é eficiente simpático e célere, o que é pouco comum em muitos restaurantes que já visitámos no concelho.

A ementa que escolhemos para dois adultos e uma criança foram: Polvo á lagareiro, Plumas de porco preto e um Bitoque de vaca.

O Polvo á lagareiro, apresentava-se brazeado. É uma forma diferente de apresentação do polvo, que normalmente é assado no forno no azeite. Estava simplesmente delicioso. A batata a murro que o acompanha e a couve estavam também a condizer.

As plumas de porco preto, estavam no ponto, macias e suculentas. A batata frita que as acompanhava, frita no momento, sendo verdadeira batata, e não aquela congelada que nos servem em muitos locais.

O bitoque, a criança, devorou-a rapidamente  com evidente satisfação. Fizemos questão de provar um pouco da carne. Estava suculenta, macia, de comer e chorar por mais.

Para sobremesa, uma deliciosa tigelada, que estava muito boa, como é apanágio do que se faz nas nossas serras.

Em termos de qualidade e mesmo de quantidade, podemos dizer que ficámos satisfeitos e pretendemos voltar.

Em termos de atendimento, os funcionários de sala, zelosos e competentes. Parecendo que não tem grande importância, mas faz a diferença, o pormenor de o proprietário, sair da cozinha e perguntar aos comensais se estão satisfeitos. Normalmente são os pequenos detalhes que fazem a diferença.

Para finalizar, em termos de preço, pareceu-nos ser justo, o que nos foi apresentado.

Existem de facto, restaurantes mais económicos no concelho, mas a qualidade tem preço, este parece-nos ter uma relação qualidade preço equilibrada.

Resta-nos desejar boa sorte e sucesso ao seu proprietário, que este estabelecimento seja uma referência, que a Pampilhosa da Serra bem necessita.

 

Nota: Estes artigos pretendem apenas, se for possível, melhorar a qualidade da oferta de restauração no nosso concelho e nada mais. O nosso concelho necessita de uma restauração, que deixe satisfeito que nos visita, que sintam vontade de voltar.

Seja com ajudas, seja de outra forma, não podemos chegar á vila ás nove da noite e não haver um local para tomar um café ou jantar, como nos têm chegado testemunhos de alguns visitantes.

Se com estas intervenções conseguirmos que esta industria melhore e seja adequada ás necessidades de quem lá vive e de quem a visita, ficamos satisfeitos, já alcançamos os  nossos objectivos.

 

 

Pin It