“Peixes que nadam no rio”- Atividade de educação ambiental envolveu comunidade sénior
O Serviço Educativo do Museu Municipal de Pampilhosa da Serra, dinamizou, junto de cerca de 50 utentes da Associação de Solidariedade Social de Dornelas do Zêzere e da Santa Casa da Misericórdia de Pampilhosa da Serra (UCCI e ERPI), uma oficina de educação ambiental intitulada “Peixes que nadam no rio”.
A atividade, que decorreu em 3 sessões realizadas por videoconferência, partiu das memórias paroquiais de 1758, que contêm informações sobre os principais rios das paróquias do concelho e as espécies em maior abundância: bogas, barbos e trutas.
A informação que remonta ao Período Pombalino deu assim o mote para a apresentação dos peixes autóctones dos cursos de água do concelho, bem como para uma abordagem à problemática do despovoamento piscícola dos cursos de água ao longo dos tempos.
Houve ainda espaço para um debate reflexivo em torno das espécies, nomeadamente sobre os métodos utilizados para a pesca e confeção, e ainda para um desafio criativo, cujos resultados estão patentes na galeria da publicação.
Sensibilizar para a importância da preservação das espécies autóctones ameaçadas e do seu repovoamento, foi o objetivo central desta oficina de educação ambiental dedicada ao público sénior.

 

0
0
0
s2sdefault