Mais de 1.000 utentes já foram vacinados no concelho de Pampilhosa da Serra
Com o aproximar do fim da 1.ª fase do plano nacional de vacinação, e com mais de 1.000 utentes inoculados no concelho, António Queimadela, delegado de saúde e coordenador do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte, mostra-se satisfeito com o decorrer deste processo afirmando que “iremos iniciar uma segunda fase com um maior número quantitativo de vacinas”.
Com a conclusão desta primeira fase, após a vacinação dos profissionais de lares que ficou suspensa devido ao surgimento de surtos no início do ano, António Queimadela acredita que o panorama nacional irá alterar-se, mostrando-se otimista em relação à celeridade da segunda fase de vacinação no concelho, sendo que a “expectativa é que este segundo trimestre será diferente, chegando ao final de junho com, provavelmente, a grande maioria da população já com pelo menos uma primeira dose administrada”.
Em relação ao número de inoculações, estão neste momento 398 utentes com 2.ª dose administrada e 613 utentes com 1.ª dose, perfazendo um total de 1011 utentes inoculados no concelho de Pampilhosa da Serra. Segundo António Queimadela o critério de seleção dos utentes “será sempre a idade decrescente, começando pelos mais velhos”, sendo que nesta primeira fase foram convocados para inoculação os “utentes com mais de 80 anos assim como os utentes entre os 50 e os 79 anos, com patologias associadas”. Serão agora inoculados, na segunda fase, “todos os utentes com mais de 50 anos”.
Relativamente à situação pandémica, António Queimadela aproveitou para revelar a ausência de casos ativos no concelho de Pampilhosa da Serra, situação essa que não impede a manutenção de todos os cuidados por parte da população, sensibilizando que “temos de continuar muito atentos, muito vigilantes, respeitando-nos a nós e aos outros” e desejando que “a situação assim se mantenha durante muito tempo”.

 

0
0
0
s2sdefault