"......, as nossas projeções deixam-nos animados, é a concretização da evolução do nosso projeto. É importante continuar a acreditar, fazendo aquilo que gostamos. "

"Continuamos a receber como fosse a primeira vez, nunca esquecendo os pormenores."


Preservar o passado, aproveitando a nostalgia do xisto, e balançados pela tranquilidade das Serras da Pampilhosa, nasce um sonho, as "Casinhas do Ceira".

Sérgio Simão e Ruben Jesse, sonharam um dia, e com esforço concretizaram.

Na aldeia de Ponte de Fajão, freguesia de Fajão Vidual, no concelho de Pampilhosa da Serra, bem lá no fundo do vale junto do rio Ceira, onde as águas cristalinas ainda preservam sonhos  e nostalgia, podemos encontrar um conjunto rústico a que os seus promotores deram o nome de " Casinhas do Ceira ".

Vocacionado para o turismo rural, privilegiando o contacto puro com a natureza que ainda se vai encontrando por aquelas bandas, o empreendimento preparado para receber as famílias ou casais solitários, não descuida o conforto dos nossos dias.

Quisemos saber como têm sido os últimos meses deste projecto  que é a todos os níveis uma mais valia para a região, especialmente para a freguesia de Fajão Vidual.


SerrasOnline -  O turismo de aldeia está de novo em alta. Sentem nas Casinhas do Ceira esse momento?

Casinhas do Ceira – Sem dúvida! Existe uma grande procura por um turismo longe das grandes cidades e da grande agitação, tanto por portugueses como de estrangeiros.

SerrasOnline - Sobejamente conhecido entre os amantes da região, são hoje uma referência. Essa referência foi uma mais valia nestes tempos difíceis de Covid?

Casinhas do Ceira – Sim. Logo após o confinamento, voltámos a ter bastante procura de hospedes de território nacional para poderem reservar em Casinhas do Ceira.

SerrasOnline - Como se viveram os tempos críticos do confinamento?

Casinhas do Ceira – Complicados, como temos visto na maior parte das pessoas. Tivemos fechados na altura do confinamento, tínhamos a agenda totalmente preenchida quando as reservas começaram a ser canceladas sem previsão de abertura. Tivemos que nos reinventar para esta nova realidade. Fizemos formação através do Turismo de Portugal para obtermos o selo Clean & Safe, servindo para dar mais segurança e qualidade a quem nos visita.

SerrasOnline -  Apesar do ano atípico, pensam que as projeções que fazem para o futuro, os deixa animados?

Casinhas do Ceira – É sempre muito difícil falar de um futuro, principalmente com a instabilidade que o mundo enfrenta no presente por diversos motivos. Mas sim, as nossas projeções deixam-nos animados, é a concretização da evolução do nosso projeto. É importante continuar a acreditar, fazendo aquilo que gostamos.  

SerrasOnline - Falemos um pouco das "Casinhas do Ceira". O que pode esperar o visitante da vossa parte?

Casinhas do Ceira – Os nossos hóspedes podem contar sempre com a nossa dedicação e qualidade. Continuamos a receber como fosse a primeira vez, nunca esquecendo os pormenores.

SerrasOnline - Recentemente a oferta de restauração aumentou na freguesia. É uma mais valia para vós o novo restaurante?

Casinhas do Ceira – Sim, sem dúvida. É uma mais valia para nós, principalmente para quem nos visita. É muito bom ver o desenvolvimento da região, é uma coisa que nos deixa muito felizes e com muita esperança para o futuro.

SerrasOnline - E o pequeno almoço? O visitante pode desfrutar do pequeno almoço nas Casinhas do Ceira?

Casinhas do Ceira – Sim, tem sido um dos nossos fatores surpresa.

SerrasOnline - De que forma "mimam" os visitantes logo pela manhã?

Casinhas do Ceira – Os nossos pequenos almoços são entregues num cesto à porta de casa à hora marcada pelo hóspede e vão variando diariamente, tentando sempre surpreender cada dia que passam connosco. Também temos especial atenção ser houver pessoas alérgicas a algum ingrediente que possamos usar, intolerantes á lactose, vegetarianos, celíacos. Tentamos com que as pessoas se sintam em casa e que sintam vontade de voltar.

SerrasOnline - Sabemos que a região envolvente é ideal para caminhadas. Há de alguma forma apoio para quem visita a zona pela primeira vez?

Casinhas do Ceira – Fornecemos os guias de apoio fornecidos pela Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra. E informamos a existência da aplicação para telemóvel da Câmara Municipal onde poderão ver as rotas, pontos de interesse, eventos, experiências e onde comer.

SerrasOnline - O projecto é composto por duas casas, Casa da Avó, e Casa da Barroca. Está  de alguma forma no vosso horizonte aumentar a oferta?

Casinhas do Ceira – Sim, estamos em fase de projeto. A nosso projeto será juntar a terceira casa que será a “Casa Grande”, como o nome indica seria a pensar em grupos maiores onde daria para alojar 10 pessoas na casa. Pensamos ter uma zona de receção, zona de pequenos almoços, e um espaço com zona exterior onde poderão conviver, comer ou beber algo. Assim enriquecendo mais o nosso serviço prestado. E por fim a quarta casa que será a “Casa da Oliveira” inspirada na “Casa da Barroca”.

SerrasOnline - Quais as características principais de cada uma das casas?

Casinhas do Ceira – A “Casa da Avó” tem capacidade para quatro pessoas, tem dois quartos com cama de casal e casa de banho privativa. Tem uma salar de estar com um espaço de refeição e kitchenette totalmente equipada. Wi-Fi Gratuito. A “ Casa da Barroca” tem capacidade para um casal ou um casal com um filho. Tem um quarto com cama de casal e casa de banho privativa. Tem uma salar de estar com um espaço de refeição e kitchenette totalmente equipada. Zona exterior com um alpendre. Wi-Fi Gratuito.

SerrasOnline - Como têm sido recebidos os visitantes pelos moradores da pequena aldeia?

Casinhas do Ceira – Têm sido muito bem recebidos por todos os moradores da aldeia.

SerrasOnline - Nos contactos com os visitantes, qual o feedback que vos chega das estadias?

Casinhas do Ceira – Vão encantados com a experiência. Acabam por se sentir como estivessem em casa. Dizem que o tempo passa muito depressa, daí muitos já voltaram várias vezes às nossas casinhas ou pessoas que já foram aconselhadas por quem cá esteve.

SerrasOnline -  Passados estes anos, fariam as coisas da mesma forma?

Casinhas do Ceira – Sim, exatamente igual.

SerrasOnline - O que não fariam hoje depois da experiência angariada nestes anos?

Casinhas do Ceira – Nada. Acho que é isso que tem agradado à maioria das pessoas, é fazer como se fez com o mesmo empenho e dedicação do primeiro dia. Temos feito o que gostamos, dando sempre o nosso melhor.

SerrasOnline -  Se tivessem de fazer um slogan para cativar o cliente, como seria ele?

Casinhas do Ceira – “Simplesmente inspirador...”

SerrasOnline -  Têm recebido algum tipo de apoio das entidades oficiais?

Casinhas do Ceira – Em termos financeiros, não recorremos a nenhum tipo de apoio de entidades oficiais. Temos tido um grande apoio de divulgação por parte da Câmara de Pampilhosa da Serra que se tem  esforçado bastante a promover o turismo na região.

SerrasOnline -  Têm alguma sugestão nomeadamente para o Turismo de Portugal para a promoção em geral da nossa região e em particular do vosso estabelecimento?

Casinhas do Ceira – Achamos que seria importante, para além do nosso estabelecimento em particular seria promover mais a região num todo e no que tem para oferecer. Acreditamos que o nosso sucesso passa pelo sucesso de toda a região.

SerrasOnline -  Em vossa opinião o que há a melhorar para que a nossa região seja um exemplo de turismo ecológico e sustentável?

Casinhas do Ceira – É um tema importante que temos considerado bastante no nosso presente. Para evoluir tem de se começar pelo inicio, acho que seria fundamental o aumento do número de ecopontos distribuídos na região, assim sensibilizando o uso dos mesmos. Para um futuro próximo, postos de carregamento para automóveis elétricos e o aumento de ciclovias na região.  

https://www.casinhasdoceira.com/


 CASINHAS DO CEIRA VISÃO GERAL

0
0
0
s2sdefault