O nó simples

O nó simples é o grande clássico de nós de gravata. Ele é sem dúvida o mais utilizado porque é simples de realizar e condiz com a maioria das gravatas e colarinhos das camisas. Ele é perfeito para os homens de média ou elevada estatura.
Cónico e alongado, o nó simples é estreito quando realizado com gravatas finas e mais largo quando realizado com gravatas grossas.

Preparação: Volta para cima o colarinho da sua camisa, feche o botão e coloque a gravata.
Os homens de média estatura colocarão a parte estreita da gravata ao nível do cinto e os homens de elevada estatura colocarão acima. Os homens de busto curto quanto a eles preferirão o nó duplo, cuja forma é semelhante.

As fases:
Fase 1: Por baixo do colarinho, cruze a parte larga sobre a parte estreita.
Fase 2: Faça deslizar a parte larga sob a parte estreita.
Fase 3: Envolva a parte larga sobre a parte estreita.
Fase 4: Passa para cima a parte larga e por baixo da gravata coloque o índex no nó realizado. Retira o índex e deslize a parte larga da gravata na fivela.
Fase 5: Mantenha a parta estreita. Tira delicadamente a parta larga para apertar a fivela. Ajuste o nó, e em seguida eleve até ao último botão do colarinho.

Uma vez feito o nó da gravata, a parte estreita não deve ser visível e a extremidade da parte larga deve situar-se ao nível da cintura.

O nó simples em vídeo

 

O nó duplo

 

O nó duplo é muito parecido com o nó simples a ùnica diferença é que requer uma segunda rotação; no inicio, a parte larga é passada duas vezes em redor da parte estreita.
Mais grosso no seu aspecto que o nó simples, o nó duplo é ideal com a maioria das camisas. Ele é perfeito com todas as gravatas com à exceção das muitas espessas

Preparação: Coloque a sua gravata à volte do pescoço apòs ter fechado o último botão da camisa e de ter voltado para cima o colarinho.
As duas partes da gravata são colocadas de forma assimétrica. A parte larga deixa-se bem mais longa que a parte estreita.

O nó duplo em 4 fases:
Fase 1: Por baixo do colarinho, passe uma primeira vez a parte larga em volta da parte estreita (veja a fase 1 - 3 do nó simples).
Fase 2: Passe em segunda vez a parte larga em volta da parte estreita.
Fase 3: Coloque a parte larga voltada para cima por baixo da gravata e deslize-a pela fivela formada pela primeira ou segunda rotação.
Fase 4: Por fim ajuste o nó obtido, remonte-o e centro-o ao meio do colarinho.

O nó duplo em vídeo

 

O nó Windsor

O nó Windsor é o nó das grandes ocasiões. Muito inglês, o seu nome provêm do Duque de Windsor que o popularizou.
Como ele é volumoso, deve ser realizado de preferência em colarinhos afastados, como os colarinhos italianos ou os colarinhos Windsor.
Por vezes complexo a realizar, ele, para ser bem executado, necessita cair entre as duas partes do colarinho e de esconder o último botão da camisa.

Preparação: Ponha a sua gravata em redor do pescoço depois de ter fechado o ultimo botão da camisa e de ter voltado para cima o colarinho. As duas partes da gravata são colocadas de forma assimétrica. A parte larga é deixada muito mais comprida do que a parte estreita.

As fases:
Fase 1: Cruze a parte larga sobre a parte estreita. Mantenha o cruzamento, e ao lado, faça uma fivela subindo a parte larga sobre a gravata e rebaixe-a.
Fase 2: Ponha a parte grande para o outro lado sob o cruzamento. Faça outra fivela subindo a parte larga sobre a gravata e baixando-a.
Fase 3: Passe horizontalmente a parte larga pela frente da parte estreita.
Fase 4: Passe verticalmente a parte larga sob a gravata, desamarotte-o e faça passar a parte larga na fivela.
Fase 5: Mantenha a parta estreita, puxe delicadamente sobre a parte larga para apertar a gravata; centro o nó ao alto e ao meio do colarinho.

 

O Meio Windsor

O Meio Windsor assemelha-se ao nó Windsor no entanto menos espesso e mais fácil de realizar.
Ele utiliza-se idealmente com gravatas finas ou pouco espessas. Elegante e triangular, ele adapte-se preferencialmente sobre uma camisa de colarinho clássico ou uma camisa de colarinho aberto.

Preparação: Coloque a gravata à volta do pescoço. Os homens de tamanhos comuns colocarão o a parte estreita bem por cimada cintura.

Meio Windsor faz-se em 4 fases:
Fase 1: Cruze a parte larga sobre a parte estreita. Mantenha o cruzamento, e ao lado, faça uma fivela subindo a parta larga sob a gravata e faça-a sair.
Fase 2: Passa a parte larga horizontalmente por trás, depois pela frente da parte estreita.
Fase 3: Entre o cruzamento, passe verticalmente a parta larga sob a gravata e deslize- a na fivela.
Fase 4: Mantenha a parte estreita. Puxe sobre a parte larga para formar o nó. Deslize este último até ao último botão do colarinho da camisa e centre-o.

Ao fim de dar o nó, a parte estreita não deve ser visível e a extremidade da parte larga deve situar-se ao nível do cinto.

O nó meio Windsor em vídeo

 

O nó pequeno

O nó pequeno é como seu nome indica : pequeno.
Ele adequa-se particularmente às gravatas espessas ou às camisas com colarinho apertado. Deve evitar-se em camisas com colarinho longo ou afastado.
Fácil a realizar mesmo necessitando de uma "rotação" de 180 °, o nó pequeno é a fórmula mais simples de fazer uma gravata.

Preparação: Ponha a sua gravata no lugar e vire a parte larga de 180° (veja o plano acima). Ou para evitar a "rotação", deslize simplesmente a sua gravata ao avesso à volta do pescoço. A parta larga deixa-se mais comprida que a parte estreita.

A realização de um nó pequeno é feito em 4 fases:
Fase 1: Por baixo do colarinho, leve a parte larga por baixo da parte estreita.
Fase 2: Passe de seguida a parte larga por cima da parte estreita.
Fase 3: Mantenha a fivela passando a parte larga para cima; desamarotte a parte larga e deslize-a pela fivela.
Fase 4: Finalmente ajuste o nó com a gravata depois remonte-o.

Para que o nó séja perfeitamente concretizado, o último botão da camisa e a parte estreita da gravam devem ser dissimulados.

O nó pequeno em vídeo

 

O nó borboleta

Tal como a gravata clássica, a borboleta não aceita todas as cores nem motivos.
Geralmente preto, o nó borboleta utiliza-se com um smoking preto e uma camisa branca com colarinho partido; Ele pode ser igualmente utilizado de forma mais descontraìda com um fato e uma camisa com colarinho afastados.

O nó borboleta:

As fases do nó borboleta:
Fase 1: Coloque ambas as partes, uma mais baixa do que a outra.
Fase 2: À volta do pescoço, cruze a parte larga na parte mais curta.
Fase 3: Deslize a parte longa para cima sob a borboleta.
Fases 4 e 5: Forma asduas asas da borboleta dobrando horizontalmente a parte mais curta.
Fase 6: Passe a parte longa para frente do nó em formação.
Fase 7: Em seguida esconda a parte longa por baixo da parte dobrada.
Fase 8: Finalmente ajuste a borboleta puxando pelas duas asas.

Ao fim de dar o nó, a largura do nó borboleta deve teoricamente ser mais ou menos equivalente à distância entre o centro dos olhos.

A nó borboleta em vídeo

 

O nó humor

 

 Ver em: https://www.tieknot.com/no-de-gravata.html

Pin It